sexta-feira, 10 de novembro de 2017

WILLIAM WAACK É AFASTADO DO JORNAL DA GLOBO APÓS COMENTÁRIO RACISTA

Comentário racista de William Waack passou a circular nas redes sociais esta semana e gerou má repercussão. Como resposta, a Rede Globo anunciou o afastamento do apresentador e a internet comemorou



A Rede Globo divulgou nota na noite desta quarta-feira (8) comunicando o afastamento do jornalista William Waack, após um vídeo em que ele aparece falando uma frase de cunho racista circular nas redes sociais.



No comunicado, a Globo afirma que é “visceralmente” contra o racismo, e que está “afastando o apresentador William Waack de suas funções em decorrência do vídeo que passou hoje a circular na internet, até que a situação esteja esclarecida.”

O vídeo (ver abaixo) que circula na internet com William Waack causou revolta e polêmica. Durante intervalo de uma gravação em frente à Casa Branca, em Washington, para o Jornal da Globo, diário do qual Waack é âncora, ele critica um motorista que buzina perto do estúdio.


“Tá buzinando por quê, seu merda do cacete? Não vou nem falar, porque eu sei quem é”, diz Waack, que se vira para seu entrevistado e sussurra: “É preto. É coisa de preto”. O interlocutor não ouve e Waack, então, repete de forma mais audível: “É preto”, e ri.

Às 17h desta quarta-feira (8), a hashtag #WilliamWaack já ocupava o segundo lugar entre os assuntos mais comentados do Twitter no Brasil. Às 19h30, o nome do jornalista da TV Globo figurava na primeira posição da rede social.

“Quem trabalha na Globo e decidiu vazar esse vídeo do William Waack tem nossa eterna gratidão”, comentou um usuário do Twitter.

“Vazou um vídeo do William Waack sendo racista. Eu não deveria estar chocada, mas estou”, escreveu uma internauta, também no Twitter.


Veja o comunicado da Globo:

COMUNICADO

A Globo é visceralmente contra o racismo em todas as suas formas e manifestações. Nenhuma circunstância pode servir de atenuante. Diante disso, a Globo está afastando o apresentador William Waack de suas funções em decorrência do vídeo que passou hoje a circular na internet, até que a situação esteja esclarecida.

Nele, minutos antes de ir ao ar num vivo durante a cobertura das eleições americanas do ano passado, alguém na rua dispara a buzina e, Waack, contrariado, faz comentários, ao que tudo indica, de cunho racista. Waack afirma não se lembrar do que disse, já que o áudio não tem clareza, mas pede sinceras desculpas àqueles que se sentiram ultrajados pela situação.

William Waack é um dos mais respeitados profissionais brasileiros, com um extenso currículo de serviços ao jornalismo. A Globo, a partir de amanhã, iniciará conversas com ele para decidir como se desenrolarão os próximos passos.

Rio de Janeiro, 8 de novembro de 2017.

VÍDEO:

Nenhum comentário: